Valve contesta processo de 'monopólio' da Steam |

Em abril, a Wolfire Games entrou com uma ação antitruste contra a Valve, alegando que a empresa abusa de seu domínio do mercado de jogos para PC e formou um monopólio com o Steam. A Valve não respondeu na época, mas a empresa agora rebateu o processo, pedindo que o tribunal o arquivasse.

A ação movida em abril afirma que 75% de todos os jogos para PC são vendidos através da Steam Store da Valve e argumenta que o corte de receita de 30% da empresa só é possível através da supressão da concorrência no mercado para manter o monopólio. Dentro um contra-arquivamento , a Valve discorda de várias reivindicações da Wolfire Games e argumenta que o processo é desprovido de qualquer suporte factual.



A Valve sustenta que o mercado de jogos digitais para PC é competitivo, com concorrência ativa de empresas como Epic Games, Microsoft e Amazon. O arquivamento conclui que os autores não alegam conduta ilegal, dano antitruste, poder de mercado.

Os resultados preferidos da Valve incluem o juiz arquivar o processo por completo ou adiá-lo para que a Valve possa resolver reclamações individuais por meio de arbitragem, uma condição listada no Contrato de Assinante do Steam.

Um juiz terá que pesar e decidir se esse processo pode ir adiante ou não, um processo que pode levar mais alguns meses.