Revisão do Corsair Graphite 380T |- Parte 5

1. Introdução2. Embalagem e pacote3. Exterior4. Interior5. Instalação do sistema6. Corsair Graphite 380T (Galeria de alta resolução)7. Metodologia de Teste e Desempenho Térmico8. Considerações finais9. Ver todas as páginas

41 2

Sofri durante esta compilação do PC, em parte porque é complicado instalar os componentes, mas principalmente porque os resultados finais parecem tão confusos. A julgar por essas fotos, você pode pensar que sou totalmente incompetente, mas espero que algumas das minhas compilações anteriores mostrem que geralmente consigo colocar as peças corretas no lugar correto.



Vamos começar agradecendo à Asus pela entrega rápida de uma placa-mãe Z87I-Pro para me tirar de um buraco, pois eu não tinha uma placa-mãe Mini-ITX adequada para jogos. Eu preciso esclarecer que é um Asus por dentro, pois você não pode ver a placa-mãe no PC finalizado.

Instalei o processador Core i7-4770K no Asus junto com 16GB de Avexir DDR3 e depois instalei o conjunto no gabinete. Com os dois painéis laterais removidos, você tem espaço suficiente para instalar os quatro parafusos que você usa em uma placa-mãe Mini-ITX, porém era impossível montar o cooler do processador.

Na segunda vez eu montei o cooler do processador na placa-mãe e instalei tudo de uma vez dentro do Corsair 380T.

Minha fonte de alimentação escolhida é uma BeQuiet Straight Power 400W, que é uma linda unidade esbelta. Infelizmente o BeQuiet não é modular, então tive que lidar com alguns cabos extras e os resultados podem ser vistos nas fotos.

Eu não gosto da bagunça, mas minha maior preocupação é que os cabos tenham que ser presos simplesmente para mantê-los longe das pás da ventoinha frontal.

Esta é uma preocupação dentro de qualquer PC, mas especialmente quando você tem um sistema que se destina a ser transportado, pois isso torna mais provável que os cabos se movam, a menos que estejam firmemente presos.