AMD resolve ação coletiva da Bulldozer por US$ 12,1 milhões |

Muitos de vocês se lembrarão da ação coletiva da AMD 'Bulldozer', alegando que a série de processadores FX foi falsamente anunciada e exagerou o número de núcleos no chip. O processo está em andamento há cerca de quatro anos, mas hoje chega oficialmente ao fim, com a AMD chegando a um acordo.

A ação coletiva alegou que as CPUs Bulldozer FX de oito núcleos foram falsamente anunciadas como tendo oito núcleos. Isso decorre do design da CPU, pois enquanto o Windows reconheceria cada módulo Bulldozer como dois núcleos separados, eles compartilhavam uma única FPU, bem como recursos de instrução e execução.



Felizmente, não precisaremos mais de um juiz para tentar decidir sobre o que é oficialmente classificado como um núcleo de CPU. A AMD chegou a um acordo, que incluirá um pagamento de US$ 12,1 milhões, dividido em partes de US$ 35 entre os compradores americanos de chips Bulldozer de oito núcleos.

O acordo chega em boa hora, pois em janeiro um juiz havia decidido que o processo poderia prosseguir após rejeitar o argumento da AMD de que uma maioria significativa de consumidores concordava com sua definição de núcleo de CPU.

Eu não esperava que ainda estaríamos falando sobre Bulldozer agora em 2019, mas aqui estamos. Parece que este caso agora pode ser encerrado, embora haja outra atualização no futuro quando esses pagamentos de ações coletivas começarem a sair.