Activision derrubando vídeos de falha/fraude do Advanced Warfare |

A Activision está atualmente emitindo avisos de direitos autorais em vídeos do YouTube de Call of Duty: Advanced Warfare que mostram falhas, truques e hacks no jogo. Essa informação veio de um e-mail interno que a rede Machinima enviou aos seus parceiros, alertando contra o upload desse tipo de vídeo.

A Activision está particularmente vigilante sobre seus vídeos de Call of Duty ultimamente; emitindo avisos em vídeos mostrando falhas. Se você postar vídeos destacando essas falhas, seu canal poderá receber um aviso de direitos autorais, portanto, tenha cuidado, diz o e-mail.



No entanto, a Activision afirma que não está tentando esconder evidências de problemas dentro do jogo, mas sim diminuir o número de trapaceiros, mantendo vídeos de falhas e hacks fora do YouTube:

Ocasionalmente, algumas pessoas postam vídeos que promovem trapaças e explorações injustas. Como sempre, estamos atentos a esses vídeos, diz o comunicado da editora. Estamos animados que tantos fãs estão se divertindo jogando o jogo e postando vídeos de sua jogabilidade. Adoramos assistir aos vídeos nós mesmos. Agradecemos o apoio da comunidade em ajudar a garantir que todos tenham a melhor experiência de jogo possível.

Infelizmente, esses avisos de direitos autorais podem danificar seriamente os canais do YouTube e, em alguns casos, matá-los completamente. Contas com aviso de direitos autorais serão classificadas como 'em situação irregular', o que remove o acesso a alguns recursos que podem incluir a capacidade de definir vídeos como privados ou não listados, adicionar miniaturas personalizadas e até transmissão ao vivo. As contas que receberem três avisos serão encerradas totalmente.

Esta não é a primeira vez que uma grande editora adota uma abordagem controversa aos vídeos de jogabilidade no YouTube. No entanto, prejudicar os criadores de conteúdo com avisos de direitos autorais realmente acabará com as explorações de falhas? O que vocês acham da abordagem da Activision?

Fonte: Eurogamer